Úteis

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Seguem resposta às dúvidas mais comuns relacionadas com os microondas.jp 070409901 W250

As radiações alteram a composição dos alimentos?
Falso. Os micro-ondas aquecem ou cozinham os alimentos agitando as moléculas de água presentes na sua constituição. Ao cortar a emissão de ondas, estas desaparecem de imediato sem deixar vestígios.

Alguns recipientes de plástico não podem ser usados no micro-ondas?
Verdadeiro. Algumas caixas podem deformar-se e libertar substâncias tóxicas para os alimentos. Opte por recipientes de vidro ou, no limite, de plástico próprio para micro-ondas. Evite também recipientes metálicos e o papel de alumínio. O metal reflete a radiação, impedindo que esta aqueça os alimentos. Além disso, existe o risco de o micro-ondas provocar faíscas que danificam o interior do aparelho.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Mais fácil de digerir do que o leite, o iogurte é também rico em proteínas, cálcio e fósforo. Conheça os sinais de alerta para evitar problemas.Leite ou Iogurte?

O iogurte surgiu como uma forma de conservar o leite durante mais tempo, mas tornou-se um produto muito diferente. Natural ou açucarado, aromatizado com ou sem pedaços de fruta, o iogurte faz parte da alimentação diária de muitos portugueses. É obtido através da coagulação do leite, pela ação de duas bactérias (streptococcus thermophilus e lactobacillus bulgaricus) que transformam a lactose (açúcar do leite) em ácido láctico. O iogurte conserva as propriedades do leite, mas de forma mais durável.

Consumir em segurança
Se não forem bem conservados, os iogurtes deterioram-se com facilidade. O mesmo acontece se o leite de origem ou os fermentos forem de má qualidade ou se o tratamento a que é submetido for deficiente.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Quantas conversas já houve à volta da questão: Qual o café mais forte? O curto ou o cheio?Qual o café mais forte?

Em resposta a esta questão, segue a informação:

  • Bica "curta", Volume total = ± 25 cc ==> Conteúdo de cafeína 87,0 mg
  • Bica "normal", Volume total - ± 35 cc ==> Conteúdo de cafeína 94,5 mg
  • Bica "cheia", Volume total - ± 45 cc ==> Conteúdo de cafeína 98,1 mg

Sendo assim, podemos concluir que um café expresso (vulgar "bica"), resulta da pressão a que a água atravessa as partículas de café moído e da consequente emulsão que essa pressão origina, das substâncias gordas do café - os óleos aromáticos e os colóides - o que caracteriza e distingue esta bebida das restantes pela sua densidade, creme, corpo e sabor persistente na boca.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Perder peso, na maioria dos casos, é sinónimo de consequências positivas, como a redução do risco de doenças crónicas e cardíacas. No entanto, ficar com uns quilos a menos também tem fatores negativos. Adam Tsai, médico no Kaiser Permanente, Colorado, EUA, e porta-voz da 'The Obesity Society' apontou dez consequências, positivas e negativas, que a perda de peso pode trazer para a saúde.

1. Subirá rapidamente os níveis de energia: ao ter de carregar menos peso, o corpo canaliza a energia para outras atividades do dia-a-dia

2. Melhora a memória: um estudo sueco realizado em 2013 concluiu que, seis meses após perderem peso de forma significativa, várias mulheres melhoraram a prestação nos testes de memória

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A festa de passagem de ano deixa as suas mazelas e uma das mais comuns é a proverbial ressaca de 1º flute champanhe festade janeiro. Deixamos-lhe algumas soluções comprovadas pela Ciência.

Um dia não são dias e o Reveillon é sempre uma boa desculpa para festejar em grande estilo. Se o álcool fizer parte da receita, é melhor nem pensar em pegar no volante depois e acautelar a famosa ressaca do 1º de janeiro.

Para quem já vai tarde para prevenir o mau-estar, eis algumas soluções dadas pela Ciência.

- O processo de fermentação de bebidas como wiskey, brandy ou vinho tinto produz substâncias denominadas congéneres, que se acredita piorarem os efeitos do álcool no organismo. Não misture bebidas e evite mais do que um copo ou dois. A grande maioria das cervejas comercializadas, produzidas com levedura de baixa fermentação, bem como o vodka e o gin têm concentrações menores destas subtâncias, por isso, pode sempre optar por elas.

Um estudo chinês recente sugere que uma bebida gaseificada de lima e limão pode ser uma boa ajuda contra os efeitos do acetaldeído, um subproduto tóxico do álcool que se acredita ser responsável pela ressaca. Apesar de ser um estudo feito em laboratório e não em pessoas embriagadas, este tipo de refrigerante pode ter alguns benefícios, a rehidratar o organismo e a fornecer mais energia ao cérebro, sob a forma de açúcares.